Home
Família
Religiões
Pesquisa
Serviços
Busca
Info
Família Religiões Serviços Busca Pesquisa Info
 
 
Procedimentos aconselhados em caso de gripe
 

• Procurar isolar-se das outras pessoas, de forma a diminuir o contágio. As pessoas que vivem sozinhas, especialmente se são idosas, devem pedir a alguém que lhes telefone, duas vezes por dia, para saber se estão bem.

• Descansar, ingerir muitos líquidos (água, sumos) e manter a alimentação, comendo o que apetecer mais.

• Evitar mudanças de temperatura.

• Não se agasalhar demasiado.

• Contactar o médico assistente, se é portador de doença crónica ou prolongada.

• Tomar medicamento para baixar a febre (paracetamol). Se tiver muitas dores também pode tomar analgésicos. O paracetamol também é analgésico.

• Fazer atmosfera húmida, se tiver tosse.

• Aplicar soro fisiológico para desentupir/descongestionar o nariz.

• Pode não ser aconselhável tomar medicamentos que reduzam a tosse.

• Não tomar antibióticos sem aconselhamento médico, dado serem recomendados apenas para o tratamento de algumas complicações infecciosas da gripe.

• Grávidas e mães a amamentar só podem tomar paracetamol após contactar o médico assistente.

• Nas crianças, não dar aspirina sem conselho médico.

• Durante o período de doença não deverá ser vacinado.

Prevenção

A gripe pode ser evitada através da vacinação e da redução de contactos com pessoas infectadas. Esta prevenção é ainda mais necessária, dado não existir um tratamento específico que se revele totalmente satisfatório.

Vacinação

A vacinação é eficaz porque, em até 75% das situações, evita o aparecimento da gripe e, em 98% dos casos, diminui a gravidade da doença. No entanto, não dá protecção a longo prazo porque o vírus muda constantemente – mudança e flutuação genética – com novas estirpes e variantes a emergirem, pelo que as pessoas não conseguem desenvolver imunidade específica às estirpes individuais que vão aparecendo.Sendo assim em regiões temperadas, onde há muitos casos de infecção, sua ação pode diminuir bastante, devido a variação genética. Causando a sensação de que a vacinação "Não serviu para nada!". Em casos de grande variação genética e eficiência da vacina pode diminuir bastante, em todo caso vacinar-se contra à gripe é uma decisão pessoal em que se pesam o risco e o benefício. Pessoas com doenças crônicas, cardíacas e respiratórias não podem abrir mão, contudo indivíduos com determinadas alergias aos componentes da vacina, como proteínas do ovo e tiomersal devem ponderar bem.

 
Fonte: Internet
Data: 12/5/2008
 
 

Voltar

 
 
 
 
 
 
 
 

Copyright ©2002 - Vida Perpétua Serviços S/C Ltda.