Home
Família
Religiões
Pesquisa
Serviços
Busca
Info
Família Religiões Serviços Busca Pesquisa Info
 
 
Ioga em duplas facilita prática e valoriza a cooperação
 

Que tal obter todos os benefícios de uma aula tradicional de ioga e ainda trabalhar valores como união, respeito, cooperação e solidariedade? É o que promete a ioga em duplas, prática na qual as posturas são realizadas simultaneamente por duas pessoas. Conhecida nos Estados Unidos como "partner yoga", "contact yoga" ou "double yoga", a modalidade é oferecida naquele país em aulas específicas, voltadas para casais, familiares ou amigos que querem se aventurar juntos nesse sistema milenar. No Brasil, costuma ser praticada de forma mais pontual, em oficinas curtas ou inserida eventualmente nas aulas tradicionais. "A aula de ioga é como um quadro em branco. É preciso conhecer cada turma para ver quando vale a pena trabalhar individualmente ou em grupo", afirma Joseph Le Page, diretor do Centro de Yoga Montanha Encantada, que fica em Garopaba (SC). Ele conta que freqüentemente propõe os exercícios em dupla em aulas para principiantes, quando quer introduzir assanas (posturas) com maior grau de dificuldade --em muitos casos, praticar com mais alguém facilita o aprendizado. "Tem postura que a pessoa não faz sozinha, mas consegue quando está com outra. Isso ajuda a aprender coisas novas sem perder o entusiasmo", afirma. O professor desenvolveu uma seqüência com cerca de 25 exercícios para ser seguida nas aulas em dupla. As posturas são as mesmas da ioga que é feita individualmente, mas o repertório é selecionado pensando no perfil da prática em conjunto. "Há posturas que combinam mais com a aula em dupla", diz Le Page, citando como exemplo as que são feitas de cócoras, com um aluno passando a perna por cima da do outro. Nesse tipo de aula, há duas formas de trabalhar: as duas pessoas fazerem a mesma postura simultaneamente --uma encostada na outra, por exemplo-- ou assumir, cada uma, um papel diferente para chegar a um determinado assana --um aluno ajuda o outro a ficar em uma posição invertida, por exemplo.

 
Fonte: Folha de São Paulo
Data: 30/7/2007
 
 

Voltar

 
 
 
 
 
 
 
 

Copyright ©2002 - Vida Perpétua Serviços S/C Ltda.